14 Novembro 2017

Raízen dispensa 250 funcionários e fecha usina

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A Raízen, uma das principais empresas sucroalcooleiras do País, demitiu 250 trabalhadores e encerrou as atividades da tradicional Usina Tamoio, na segunda-feira, dia 13, em Araraquara, interior de São Paulo. O fechamento pegou de surpresa os trabalhadores demitidos, que se concentraram no setor industrial da empresa, à margem da Rodovia Washington Luís (SP-300).

Em nota, a Raízen informou que suspensão das atividades é temporária, por um período inicial de dois anos. O prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), entrou em contato com a empresa, mas não conseguiu reverter, de imediato, a decisão.

A Tamoio, com foco principalmente na produção de açúcar, está na principal região produtora de cana-de-açúcar do Estado, com 830 mil hectares cultivados. A empresa alegou que a paralisação se dá devido a um cenário de menor disponibilidade de cana nessa região e a otimização logística e de produção da Raízen. "A cana-de-açúcar destinada à unidade Tamoio será redirecionada a outras unidades da empresa, não havendo redução da moagem do Grupo Raízen. A operação agrícola própria e dos fornecedores da Raízen não será impactada", informou em nota.

A empresa informou ter conseguido recolocar boa parte dos funcionários para trabalharem em outras unidades próximas. "Aqueles que foram desligados tiveram todos os seus direitos garantidos e a empresa fará todos os esforços para auxiliar a recolocação dessas pessoas por meio de parcerias com órgãos municipais e com a iniciativa privada", afirmou. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Araraquara, Antônio Gonçalves Filho, disse que os trabalhadores foram apanhados de surpresa. "Eles chegaram para trabalhar e foram informados da demissão. Os ônibus estavam no local para levá-los de volta para casa."

A expectativa do sindicato é de que se repita o que aconteceu com a Usina Bom Retiro, unidade do grupo em Capivari, também no interior, que reabriu em março deste ano, após permanecer dois anos fechada. O prefeito informou que manterá reunião com o grupo, em data ainda não definida, para assegurar a reabertura. "É lamentável a suspensão, mesmo que temporária, das atividades da Tamoio. São centenas de empregos e famílias que sofrerão com o desemprego. Vamos tentar reverter essa situação."

Em setembro deste ano, a Raízen adquiriu as usinas Santa Cândida, em Bocaina, e Paraíso, em Brotas, ambas no interior paulista. Na mesma região da Tamoios, a empresa mantém as usinas da Serra, em Ibaté; Bonfim, em Guariba, e unidades em Dois Córregos, Barra Bonita e Jaú. Criada a partir da fusão dos negócios da Shell com a Cosan, a Raízen é uma das principais empresas de energia do mundo, com 26 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia.

História

A Usina Tamoio foi criada em 1917 pelo imigrante italiano Pedro Morganti e permaneceu sob o controle da família até sua venda em 1969. Em 1920, a usina moeu 19,7 mil toneladas de cana e, em 1958, comemorou a produção do saco de açúcar de número 800 mil.

Na década de 1940, tornou-se a maior indústria sucroalcooleira da América do Sul, com três mil empregados fixos, e, nos anos 50, recebeu a visita do então presidente Juscelino Kubitschek. Além de 1,5 mil residências, a usina tinha igreja, escola, posto de saúde, clube, cinema e estádio de futebol. A produção embarcava em estação ferroviária própria, num ramal com 100 km de trilhos.


Fonte Rural BR

Mais Notícias

Milho: cotações recuam quase 8% em uma semana

18-06-2018

A maior oferta interna de milho mantém os preços do cereal em queda em todas as praças acompanhadas pelo Cepea. No geral, a colheita da segunda safra de milho começou aos poucos em algumas regiões do Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país.Assim, parte dos vendedores consultados pelo Cepea tenta escoar os estoques, visando liberar espaço para a entrada...

Leia mais...

Soja: vazio sanitário já começou em Santa Catarina

18-06-2018

O vazio sanitário da soja começou nesta sexta, dia 15, em Santa Catarina e vai até 15 de setembro, segundo a Secretaria de Agricultura do estado. Nesse período é proibido ter plantas em crescimento nas lavouras catarinenses para evitar a ferrugem asiática, uma das principais pragas da lavoura.  "A geada já está fazendo uma faxina em nosso...

Leia mais...

Soja despenca e acumula queda de 6,5% na semana

18-06-2018

Os contratos da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a última sexta-feira, 15, com preços mais baixos. Na sessão, o grão chegou atingir US$ 9,03 por bushel. No acumulado da semana, o vencimento de julho acumulou desvalorização de 6,67%.O mercado voltou a ser pressionado pela crescente tensão comercial entre Estados Uni...

Leia mais...

Cultivar de soja suporta o dobro de percevejos

17-06-2018

A primeira cultivar de soja com tolerância ao ataque de percevejos deverá estar disponível no mercado nas próximas safras. A tecnologia, desenvolvida pela Embrapa, tem elevado o potencial produtivo da lavoura e suporta o dobro do ataque de percevejos, sem reduzir o rendimento.Os resultados mostraram que as plantas desenvolvidas apresentaram alta pr...

Leia mais...

Ford apresenta F-150 Raptor 2019

17-06-2018

(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src='https://embed.playbuzz.com/sdk.js';fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,'script','playbuzz-sdk')); Fonte Rural BR

Leia mais...

Milho: novos híbridos prometem alta produtividade

17-06-2018

A empresa Sementes Agroceres apresentou nesta semana quatro novos híbridos de milho. De acordo com a companhia, todos produtos chegam ao mercado com uma tecnologia que auxilia na proteção da raiz contra ataques da larva-alfinete (diabrótica speciosa) e na proteção até a espiga contra ataques de lagartas da parte aérea, além de ser tolerante ao...

Leia mais...

Mercado de milho: o que esperar na próxima semana

16-06-2018

Acompanhe as indicações do analista Paulo Molinari, da consultoria Safras & Mercado, sobre o que vai ser importante para o mercado de milho na próxima semana. (function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src='https://embed.playbuzz.com/sdk.js';fjs.parentNode.inse...

Leia mais...

USDA estima produção global recorde para 2018/19

15-06-2018

A produção mundial de café em 2018/19 deverá totalizar 171,166 milhões de sacas de 60 quilos, contra 159,768 milhões de sacas na temporada anterior, de acordo com projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).Segundo o USDA, o recorde na produção global deve ser impulsionado basicamente pela também recorde safra brasileira.O Bra...

Leia mais...

Chicago: soja atinge mínima de US$ 9,03 por bushel

15-06-2018

A soja negociada na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) abriu a sessão desta sexta-feira, 15, com forte queda. A oleaginosa chegou a registrar cotações mínimas de US$ 9,03 por bushel no contrato de julho, recuo superior a 2,3% em relação ao fechamento do dia anterior. No acumulado do mês, a queda é mair que 8%.Confira a reportagem completa ...

Leia mais...