12 Junho 2018

Grãos: safra 17/18 deve ser a 2ª maior da história

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A safra brasileira de grãos no ciclo 2017/2018 deve totalizar 229,7 milhões de toneladas de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os dados foram divulgados nesta terça-feira, dia 12, através do 9º Levantamento da Safra de Grãos.

Com referência à última safra, a estimativa total de produção deve ser 3,4% menor. Mesmo assim, o Brasil poderá colher a segunda maior safra da história.

Segundo a entidade, um dos destaques foi o tamanho da área plantada, que foi o maior da série histórica, representada por um cultivo que se estende por 61,6 milhões de hectares.

SojaA expectativa de produção para a safra de soja é de 118,04 milhões de toneladas, contra 116,9 milhões de toneladas da estimativa do mês anterior. Já em relação à safra passada, a Conab projeta uma alta de 3,5%.

MilhoA safra de milho verão no ciclo 2017/2018 deve chegar a 26,7 milhões de toneladas, contra 26,2 milhões de toneladas do mês anterior. Em relação ao ano passado, há tendência de queda de 12%.

Para a segunda safra, a entidade projeta produção 58,2 milhões de toneladas, contra 62,9 milhões de toneladas da estimativa anterior. Em relação à safra 2016/2017, a queda projetada é de 13,6%, quando 67,3 milhões de toneladas de milho foram produzidas.

Já a produção total de milho deverá ter uma redução de 13% em relação ao ciclo anterior. A Conab espera uma safra total de 85 milhões de toneladas, contra 97,8 milhões de toneladas em 2016/2017.

AlgodãoA produção de pluma de algodão deverá atingir 1,9 milhão de toneladas, alta de 28% em relação ao ano anterior. A produção de caroço está estimada em 2,9 milhões de toneladas, alta de alta de quase 28% na comparação com o ciclo passado.

ArrozPara o arroz sequeiro, a Conab estima produção de 1,2 milhão de toneladas, com alta de 1,2%. Para o irrigado, a entidade projeta 10,4 milhões de toneladas, queda de 5,5% em relação à safra passada.

TrigoA expectativa de produção do trigo é de 13,9%, com produção de 4,8 milhões de toneladas. No ano passado a safra atingiu 4,2 milhões de toneladas.


Fonte Rural BR

Mais Notícias

Veja como mudança no salário mínimo pode prejudicar o trabalhador rural

19-04-2019

Veja como mudança no salário mínimo pode prejudicar o trabalhador rural

A reforma da Previdência pode sofrer ainda mais resistência no Congresso e atrasar a recuperação econômica do país. Insatisfeitos com a nova proposta de salário mínimo, parlamentares podem barrar a principal medida do governo Jair Bolsonaro para controle das contas públicas. O comentarista Miguel Daoud comenta os impactos desse embate para o setor ...

Leia mais...

Relação de troca entre o milho e o boi gordo sobe 8% em abril

19-04-2019

Relação de troca entre o milho e o boi gordo sobe 8% em abril

Os preços do milho estão em queda desde meados de março no mercado interno, a pressão de baixa vem da expectativa de aumento da oferta do cereal na segunda safra. Com o clima mais favorável este ano, as produtividades médias têm sido revisadas para cima. A queda no preço do milho e as recentes altas dos valores da arroba do boi gordo, fez com que a...

Leia mais...

Nem a quebra de safra pode elevar os preços do arroz, diz analista

18-04-2019

Nem a quebra de safra pode elevar os preços do arroz, diz analista

Mais de 60% das lavouras de arroz do Rio Grande do Sul já foram colhidas. Mesmo com a previsão de uma safra menor, em torno de 7,4 milhões de toneladas (ante as 8,4 milhões do ano passado), o preço pode não subir muito, segundo os analistas. Mesmo assim, tem produtor confiante de que os valores possam subir.A enchente que atingiu a Fronteira Oeste ...

Leia mais...

Presidente Bolsonaro defende produção agropecuária nas áreas indígenas

18-04-2019

Presidente Bolsonaro defende produção agropecuária nas áreas indígenas

O presidente Jair Bolsonaro recebeu índios de quatro etnias diferentes no Palácio do Planalto. Ele ouviu as reivindicações e defendeu tanto as atividades de mineração, quanto agropecuárias em terras indígenas. O comentarista Miguel Daoud analisa a ameaça do presidente contra a diretoria da Funai, caso não levem em consideração as demandas dos índio...

Leia mais...

Governo pode remodelar a tabela de frete, diz ministro

18-04-2019

Governo pode remodelar a tabela de frete, diz ministro

Após a Petrobras anunciar mais uma alta no preço do diesel, representantes dos caminhoneiros se reuniram com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes. O ministro de infraestrutura, Tarcísio Gomes, disse que vai começar a discutir com a categoria a nova tabela do frete. Fonte Canal Rural

Leia mais...

Diesel: Markestrat projeta alta de até 2% nos custos de produção do Agro

18-04-2019

Diesel: Markestrat projeta alta de até 2% nos custos de produção do Agro

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, anunciou nesta quarta-feira, dia 17, uma alta de R$ 0,10 por litro de óleo diesel nas refinarias.Com a alta, o litro do diesel passa a custar agora R$ 2,24 nas distribuidoras. O anúncio vem seis dias depois da estatal voltar atrás no último aumento, atendendo pedido do presidente Jair Bolsonaro.Se...

Leia mais...

João Olivi: Guedes quer privatizar a Petrobras mas não é o melhor caminho

18-04-2019

João Olivi: Guedes quer privatizar a Petrobras mas não é o melhor caminho

Durante entrevista à GloboNews, nesta quarta-feira, dia 17, o ministro da Economia, Paulo Guedes, insinuou que o presidente Jair Bolsonaro tem o questionado sobre uma eventual privatização da Petrobras.Guedes tocou no assunto enquanto comentava sobre os últimos episódios envolvendo o reajuste do preço do óleo diesel.Para o comentarista João Batista...

Leia mais...

Dólar atinge R$ 3,95 nesta quinta-feira, maior valor desde março de 2018

18-04-2019

Dólar atinge R$ 3,95 nesta quinta-feira, maior valor desde março de 2018

Durante a manhã desta quinta-feira, dia 18, o dólar atingiu a cotação máxima de R$ 3,95. Esse valor não era visto desde março de 2018.O atraso no andamento da reforma da previdência na Câmara dos Deputados e fatores externos influenciaram nessa alta da moeda norte-americana em relação ao real. Porém mesmo com a alta superior a 1%, as vendas de soja...

Leia mais...

Combustível: tendência é de aumento moderado nos preços, avalia Benedito Rosa

18-04-2019

Combustível: tendência é de aumento moderado nos preços, avalia Benedito Rosa

Após alta de R$ 0,10 anunciada nesta quarta-feira, dia 17, pela Petrobras, o mercado está mantendo as atenções para esse tema. Para o comentarista Benedito Rosa, a tendência daqui em diante é um aumento moderado nos preços dos combustíveis, além de manutenção na tabela do frete em 2019. Fonte Canal Rural

Leia mais...