20 Novembro 2019

Marco regulatório quer destravar um dos maiores gargalos do agro; saiba qual!

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

O novo marco regulatório para as Parcerias Público Privadas (PPP’s) no Brasil foi um dos destaques do desta terça-feira, 19. O relator da matéria, deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), apresentou o relatório ao projeto de lei 3.453/08, que trata do tema e pretende destravar os investimentos em infraestrutura no país. Houve pedido de vistas ao projeto, ou seja, maior tempo para análise. A perspectiva é que o texto seja votado na próxima semana em comissão especial criada na Câmara para tratar do tema.

O deputado explica que a proposta pretende enfrentar um dos maiores gargalos do agronegócio na atualidade, que é a infraestrutura deficitária. “Nós festejamos que o produtor rural é campeão de produtividade da porteira para dentro. Mas, quando sai para enfrentar o escoamento da safra, o armazenamento, nós temos problemas estruturais que comprometem e criam o chamado Custo-Brasil. Nós precisamos de outra logística”, argumentou.

O parlamentar ainda esclareceu que seu projeto desburocratiza as concessões para atrair mais investimentos e permite novas modalidades. O texto ainda inclui empreendimentos sociais nas permissões para concessões nas áreas de educação, saúde e gestão de presídios.

Venda de terras para estrangeiros

Outro assunto em debate foi o projeto de lei 2.963/19, que permite a compra de terras por estrangeiros. O texto está pronto para votação na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Conforme o relator do projeto, senador Irajá (PSD-TO), a proposta pretende favorecer a atração de investimentos sem comprometer a soberania nacional. O projeto foi apelidado de “Terra para Mais Empregos e Mais Alimentos”.

“O Terra para Mais Empregos e Mais Alimentos cria um novo ambiente de negócios tendo os investidores estrangeiros como bons parceiros para estimular a produção de alimentos e, claro, gerar oportunidade para milhões de brasileiros”, informou o senador.

Irajá ainda acrescentou que o texto estabelece uma série de limites para proteger o produtor rural brasileiro e a preservação ambiental, além de uma garantir uma previsibilidade jurídica para os possíveis investidores. Entre essas regras está a restrição da compra de terras em faixas de fronteira e no bioma amazônico, assim como prevê um limite de até 25% por município para que estrangeiros possam adquirir terras em território nacional.

Redução das desigualdades

Os outros dois temas que estiveram na pauta do programa tratam das desigualdades no campo. Um deles é o projeto de lei 4.943/19, que cria o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Rural, como uma série de ações para levar qualidade de vida ao meio rural, como educação, saúde, saneamento básico, construção de estradas vicinais, entre outros. Os recursos viriam de acordos de cooperação celebrados entre órgãos da administração pública. A proposta está pronta para ser votada em caráter conclusivo na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

“Queremos atender o homem do campo em todas as áreas assim como tem atendimento na área da cidade. Onde está a melhor escola? Na cidade. O melhor posto de saúde? Está na cidade. Pavimentação asfáltica, conectividade. Está faltando infraestrutura no meio rural. Temos que aprovar esse projeto para que o homem do campo tenha a mesma qualidade de vida do homem da cidade”, justificou o relator da matéria, deputado Celso Maldaner (MDB-SC).

Em outra frente está o projeto de lei 7.434/17, que inclui parte do Maranhão e de Mato Grosso em projetos financiados pelo Fundo Constitucional do Norte (FNO). “Esses estados estão dentro da Amazônia Legal, portanto, eles precisam ser incentivados e os seus produtores, tanto de Mato Grosso quanto do Maranhão, terem o direito de poder buscar no sistema para ampliar o aporte financeiro e diminuir o custo da sua produção”, afirmou o deputado Hildo Rocha (MDB-MA), que relata a matéria na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara.

Após passar por esse colegiado e pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o projeto deverá ser apreciado pelo plenário da Câmara. O texto já foi aprovado pelo Senado Federal.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

‘Biodefensivos passaram por transformação tecnológica’, diz Croplife

05-07-2020

O aumento do uso de produtos biológicos no controle de pragas no campo foi o assunto do programa Direto ao Ponto deste domingo, 5. A diretora-executiva de biológicos da Croplife Brasil, Amália Borsari, destacou que o Programa Nacional de Bioinsumos vai incentivar mais investimentos do setor privado em pesquisas e desenvolvimento de novos produtos b...

Leia mais...

Assista na íntegra ao Canal Rural News: Covid-19 em Mato Grosso e os impactos no agro

05-07-2020

O programa deste domingo repercutiu o crescimento dos casos do novo coronavírus em Mato Grosso, um dos estados mais importantes para o agronegócio brasileiro. O jornalista Luiz Patroni conversou com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, e com o comentarista político do Canal Rural, Alexandre Garcia. Fonte Canal Rural

Leia mais...

‘O agronegócio não precisa da Amazônia’, diz ministra da Agricultura

05-07-2020

O agronegócio não precisa das terras da Amazônia para expandir sua produção no país. A afirmação da ministra da Agricultura, Tereza Cristina. O agro, diz a ministra, tem crescido nas áreas já desmatadas e a Amazônia, com seu clima e terras diferentes das demais regiões, não é atraente, além de não contar com infraestrutura logística. “Não pre...

Leia mais...

Previsão do tempo para segunda e terça indica novo ciclone e temporais no Sul

05-07-2020

SulA frente fria se afasta da região, mas ajuda a provocar elevados volumes de chuva, em especial no norte do Rio Grande do Sul e em Santa Catarinense. Uma área de baixa pressão atmosférica no Paraguai também influencia essas pancadas de chuva, que se intensificam ainda mais no período da tarde.A atenção deve será redobrada, pois essas regiões já s...

Leia mais...

Quer começar a criar abelhas sem ferrão? Confira curso online da Embrapa

05-07-2020

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por meio da sua plataforma digital, oferece gratuitamente  o curso de   a distância, para iniciantes na criação de abelhas sem ferrão.Dentre os principais objetivos do curso, estão: conhecer a biologia das abelhas, aprender e aprimorar as técnicas de manejo, sanar dúvidas relacionadas à biolo...

Leia mais...

Viu isto? Alexandre Garcia critica suspensão de frigoríficos do Brasil pela China

05-07-2020

Na última semana, a China suspendeu a habilitação de mais três frigoríficos brasileiros que exportam para o país asiático. Nos bastidores, diz-se que o governo chinês teme contaminação por Covid-19 através das cargas, mas não há prova cientifica disso até então. O comentarista do Canal Rural Alexandre Garcia critica a medida e destaca que o Brasil ...

Leia mais...

Covid-19: Paraná publica documento com medidas de prevenção em frigoríficos

05-07-2020

A Secretaria de Saúde do Paraná publicou na última semana um documento que estabelece medidas de prevenção e controle da transmissão do vírus causador da Covid-19 em indústrias de abate e processamento de carnes. Entre as medidas publicadas na , há a indicação de que todas as indústrias devem instituir um plano de contingência para prevenção, monit...

Leia mais...

Soja: ritmo de vendas antecipadas é duas vezes maior que a média para o período

05-07-2020

As vendas antecipadas de soja seguem bastante a frente dos movimentos normais no Brasil. Os preços recordes e em constantes altas estão favorecendo os negócios. Se da safra colhida (2019/2020) não resta muito a vender, a atenção se volta para a safra que nem plantada foi (2020/2021), que já apresenta um ritmo de vendas duas vezes maior que a média ...

Leia mais...

Milho: confira a tendência para as cotações nesta semana

05-07-2020

Acompanhe abaixo os fatos que merecerão a atenção do mercado de milho na próxima semana. As dicas são do analista da Safras Paulo Molinari. Fonte Canal Rural

Leia mais...