20 Novembro 2019

Sojicultor aposta em inoculação no sulco e consegue aumento de produtividade

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Os produtores de Capão Bonito, no interior de São Paulo, não abrem mão da inoculação e da coinoculação das sementes de no sulco de plantio. Com isso, eles conseguiram aumentar a produtividade em até 10% por hectare.

Olhando as lavouras recém emergidas não dá para notar, mas junto com as sementes, no sulco de plantio, também foram colocadas duas bactérias: bradyrhizobium japonicum e azospirillum brasilense. Assim são feitas as chamadas inoculação e coinoculação. O produtor de Capão Bonito, Edson Sukessada, apostou nas bactérias e ganhou no aumento de sacas por hectare.

“Sem dúvida agregou em produtividade, pois a nodulação da raiz da soja se mostrou melhor, mais eficiente. Então, logicamente, isso aí reflete em produtividade”, afirma o produtor.

No primeiro ano de inoculação, Sukessada colheu sete sacas a mais por hectare. No ano passado acrescentou uma bactéria a mais no processo e conseguiu uma saca extra. Parece pouco, até se multiplicar isso por 1.000 hectares.

Os produtores garantem que os custos não sobem tanto com este manejo, não. A inoculação custa, em média, R$ 15 por hectare. E a coinoculação ainda menos: R$ 8 por hectare.

Para adaptar a plantadeira para esta aplicação, o investimento foi de R$ 10 mil. Em Capão Bonito é comum encontrar produtores que aderiram ao processo. O produtor Leandro Egli, foi um dos pioneiros.

“A gente tentava buscar um ganho em produtividade, uma melhora nas nossas áreas. E a coinoculação veio a trazer isso. Buscamos maior produtividade e esse manejo trouxe esse incremento pra gente”, afirma.

Por aqui, os produtores preferem adicionar as bactérias no sulco de plantio e não durante o tratamento das sementes.

“São organismos que têm vida. Se você faz um tratamento de semente com químico, você tem uma morte acentuada de bacilos, das bactérias, que faz com que você tenha uma perda na produtividade. A partir do momento que você faz a inoculação no sulco, você diminui o contato do químico com a bactéria, então você tem uma menor perda”, afirma o engenheiro agrônomo Nélio Uemura.

Com a inoculação, a raiz da soja cresce mais e aparecem os tais nódulos. O nitrogênio absorvido pela planta é facilitado pelas bactérias, consequentemente melhoram a produtividade.

Em quantidade, tem a necessidade em torno de 500 a 600 quilos de nitrogênio para se produzir 5 mil quilos de soja por hectare. Então, é um nutriente muito importante e que se não tiver no sistema, você tem uma perda de produtividade”, alerta Uemura.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Crédito rural: ‘MP do Agro é ampla, inovadora e segura’, diz consultor

05-12-2019

O relatório da medida provisória 897, conhecida como , foi aprovado pela comissão mista, mas ainda precisa ser votado nos plenários da Câmara e do Senado, o que deve acontecer no início do próximo ano.O texto recebeu 340 emendas. “Finalmente conseguimos apresentar o relatório sem brigar com ninguém e atendendo razoavelmente todos os grupos”, conta ...

Leia mais...

Maranhão: chuva será abaixo da média, mas ainda favorece agricultura

05-12-2019

Maranhão: chuva será abaixo da média, mas ainda favorece agricultura

É muito importante o produtor rural do Matopiba, região que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia estar consciente de que chuva abaixo da média não significa ausência de chuva. A média climatológica para algumas cidades da região é de 200 a 250 milímetros de chuva em dezembro e podemos ter até 80 milímetros abaixo da média.Mesmo ...

Leia mais...

Soja apresenta preços firmes no Brasil com nova alta em Chicago 

05-12-2019

O mercado brasileiro de apresentou preços firmes nesta quinta-feira, refletindo mais uma subida na Bolsa de Chicago para a oleaginosa, a terceira consecutiva. A baixa do dólar, entretanto, limitou o impacto positivo da alta em Chicago. Com os valores avançando, houve moderado ritmo de negócios. Em Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul foram repor...

Leia mais...

Demanda aquecida faz subir preços do frango em São Paulo, diz Cepea

05-12-2019

Demanda aquecida faz subir preços do frango em São Paulo, diz Cepea

Os preços da carne de frango se mantiveram firmes na semana de 27 de novembro a 4 de dezembro, segundo o . No atacado da Grande São Paulo, o frango inteiro resfriado subiu 1,7%, a R$ 5,35 o quilo, em média, na quarta-feira, 4.“Dentre os cortes negociados no atacado paulista, o filé de peito foi o que teve a valorização mais expressiva. O prod...

Leia mais...

Arroba do boi volta a custar menos de R$ 200 no Brasil

05-12-2019

Arroba do boi volta a custar menos de R$ 200 no Brasil

O mercado físico do boi gordo teve preços mais baixos nas principais praças de produção e comercialização do país. “Houve continuação hoje do movimento de correção, enquanto os frigoríficos seguem comprando lotes volumosos mesmo a preços mais baixos”, comenta o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.  Segundo ele, ...

Leia mais...

Aprosoja lança vídeo mostrando a produção sustentável de soja no Brasil

05-12-2019

A divulgou nesta semana um vídeo institucional falando da produção brasileira do grão e as práticas que tornam o Brasil o maior produtor de soja sustentável do planeta. “Queremos convidar você para fazer uma viagem para conhecer o Brasil e a importância da soja brasileira. Somos o 5º país em extensão territorial, com mais de 210 milhões de habitan...

Leia mais...

Bolsonaro passa presidência do Mercosul para o Paraguai

05-12-2019

Bolsonaro passa presidência do Mercosul para o Paraguai

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira, 5, que o nível de impostos aplicado à importação de produtos afeta a competitividade e deve ser revisado no âmbito do Mercosul. Ele abriu, no fim da manhã desta quinta-feira, a 55ª Cúpula de Chefes de Estado do e Estados Associados, em Bento Gonçalves, no Vale do Vinhedos, Rio Grande do Sul.Bol...

Leia mais...

Soja: Paraná registra segundo foco de ferrugem-asiática da safra 2019/2020

05-12-2019

Soja: Paraná registra segundo foco de ferrugem-asiática da safra 2019/2020

Uma lavoura de soja cultivada na primeira quinzena de setembro, em Castro (PR), registrou o segundo foco de ferrugem-asiática da safra 2019/2020. O caso foi confirmado pelo nesta quinta-feira, 5. O primeiro foco também se deu no Paraná, em Ubiratã.O site do consórcio irá registrar as ocorrências da doença durante a safra e tem mostrando ainda a pr...

Leia mais...

Vai investir no milho segunda safra? Veja se o tempo vai cooperar

05-12-2019

A meteorologia indica que o próximo ano será de neutralidade climática, o que traz variação no regime de chuvas e na temperatura, segundo a meteorologista Desirée Brandt. Por enquanto, os modelos não mostram o frio chegando mais cedo, mas isso pode mudar. O plantio do grão pode sofrer atrasos, porque a safra de verão acabou sendo afetada pela demor...

Leia mais...