13 Fevereiro 2020

‘Grupo propõe taxar carnes na Europa com argumentos questionáveis’

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A Coalizão Por Um Preço Justo de Proteínas Animais (TAPCC, na sigla em inglês), formada por 30 empresas da Holanda, apresentou ao parlamento europeu uma proposta para tributar as carnes consumidos nos países do bloco. Segundo o presidente do grupo, Jeroom Remmers, europeus consomem 50% mais carne do que o recomendável.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Remmers disse que a campanha não é contra o Brasil, maior exportador de carne bovina e de frango do mundo, mas em favor do consumo de proteínas vegetais.

De acordo com o sócio-diretor da Radar Investimentos, Leandro Bovo, a campanha do grupo não traz impactos no curto prazo. “Este caso específico, como na maioria das vezes, é baseado em argumentos questionáveis, senão errados. E a gente sabe que em um livre mercado é muito difícil o governo taxar produtos e ter um resultado positivo”, diz.

Benedito Rosa, ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, afirma que esse é mais um movimento de entidades que defendem interesses de criadores europeus. “A produção nos moldes do Brasil, com pastagens abundantes, custa um terço. Então é normal que produtores da Irlanda, Alemanha, França e Holanda procurem pretextos para dificultar”, comenta.

Segundo Benedito Rosa, esses grupos estão ficando em argumentos e estão apelando para o lado ambiental “para acusar o Brasil de desmamar a Amazônia, fazer pastagens e depois vender”. Ele acrescenta que se os europeus dificultarem, haverão outros mercados. “Se esses restrições nos atrapalharem, não será muito”.

O Ministério da Agricultura informou nesta quinta-feira, 13 que se prepara para reivindicar a reabertura do mercado europeu para o pescado brasileiro. De acordo com a pasta, soluções para controle higiênico-sanitário da cadeia produtiva estão sendo tomadas para garantir adequação às normas da Europa.

Para isso, o ministério ressalta que é fundamental a manifestação de empresas, armadores e representantes do setor interessados em exportar para o bloco, solicitando a habilitação de embarcações pesqueiras.

“É muito importante também que os pescadores preencham os formulários e ajudem no monitoramento. Não creio que acontecerá em poucos meses, mas talvez no segundo semestre”, estima Benedito Rosa.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Feira virtual de animais substituirá Expointer em 2020

04-08-2020

A Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul e as entidades agropecuárias do estado estão organizando uma exposição virtual de animais, que substituirá a Expointer em 2020, cancelada por conta da pandemia de Covid-19.“Estamos nos adaptando ao novo normal. O bom é que esse formato tem tendência a se perpetuar para as próximas edições, que serão ...

Leia mais...

Ataques de animais silvestres causam prejuízos milionários em Mato Grosso

04-08-2020

O ataque de animais silvestres às lavouras de soja e milho causa prejuízos milionários a produtores de Água Boa, em Mato Grosso. Em uma das propriedades do município, os animais se espalharam por áreas de reserva e de preservação permanente, usando-as como abrigo.Segundo o engenheiro agrônomo Felipe Zmijevski, nos 4.300 hectares destinados à produç...

Leia mais...

Consumo per capita de feijão caiu 42,5% nos últimos 40 anos, diz Cogo

04-08-2020

O consumo per capita de feijão no Brasil despencou 42,5% nos últimos 40 anos, passando de 24,9 quilos por habitante ao ano para 14,3 kg/habitante/ano, aponta a No mesmo intervalo, o arroz registrou queda de 35,1%, saindo de 52,2 kg/habitante/ano para 33,9 kg/habitante/ano.“Com a urbanização e o aumento do tamanho da classe média no Brasil, o...

Leia mais...

Crédito rural: especialistas dão dicas de como melhorar a gestão financeira da propriedade

04-08-2020

Tomar crédito rural ou usar recurso próprio? Como saber o momento certo e o volume de crédito para adquirir produtos? Para ajudar a acabar com as dúvidas do produtor rural sobre a gestão financeira da propriedade, o programa Economia 360 fez uma live com especialistas nesta segunda-feira, 3, reunindo um time de especialistas em crédito rural.Grande...

Leia mais...

Aftosa: ‘Retirada da vacina no RS é muito positiva’, diz Daoud

04-08-2020

O Rio Grande do Sul continua caminhando para se tornar um estado livre de febre aftosa sem vacinação. O Ministério da Agricultura realiza, nesta terça e quarta, uma auditoria para verificar se as solicitações feitas pela pasta anteriormente foram atendidas.O comentarista do Canal Rural Miguel Daoud afirma que o status, se alcançado, beneficiará não...

Leia mais...

Previsão do tempo alerta para geadas nesta quarta; veja onde

04-08-2020

Mesmo sem massa de ar polar, o céu bem aberto faz com que a temperatura caia de forma brusca em parte do país, de acordo com a editora de Tempo do Canal Rural, Pryscilla Paiva. No Sul, por exemplo, a tarde de segunda-feira, 3, registrou máximas de até 29 ºC, enquanto que a madrugada desta terça-feira, 4, bateu -0,5 ºC em alguns pontos. Grande ampli...

Leia mais...

Produtos para alimentação animal: certificados passam a ser eletrônicos

04-08-2020

Os certificados de registro de estabelecimentos e de produtos e de cadastro de produtos destinados à alimentação animal passaram a ser eletrônicos, reduzindo significativamente o trâmite processual e trazendo mais segurança e facilidade para os usuários. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 4, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Aba...

Leia mais...

Explosão em porto libanês choca o mundo; veja as consequências no âmbito comercial

04-08-2020

Uma grande explosão atingiu a região portuária de Beirute nesta terça-feira, 4, deixou dezenas de pessoas mortas e milhares de feridos segundo informações locais. O impacto foi tão grande que prédios a quilômetros de distância ficaram destruídos. A causa da explosão ainda é desconhecida, mas a suspeita é que tenha sido um acidente causado pelo arma...

Leia mais...

‘A nossa meta é de 100% na redução do desmatamento ilegal’, diz Salles

04-08-2020

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta terça-feira, 4, que o governo brasileiro mantém o compromisso, firmado no Acordo de Paris, de zerar o desmatamento ilegal até 2030.A declaração foi feita em coletiva de imprensa após o jornal Estado de S. Paulo expôr, durante a manhã, uma troca de documentos entre ministérios. Em um desses ...

Leia mais...