21 Fevereiro 2020

‘Agrotóxico é igual remédio, não se usa por querer mas por necessidade’

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) , a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, voltou a falar sobre o assunto. Segundo ela, o caso precisa ser amplamente discutido pois trará impacto econômico, principalmente no preço da cesta básica.

A ação do partido pede que os ministros retirem o efeito do trecho do Convênio 100 que permite a redução de até 60% do ICMS em 15 tipos de defensivos agrícolas. A isenção de IPI sobre os defensivos, determinada por decreto federal, também é questionada. 

“Você aumentar o preço dos defensivos agrícolas, não quer dizer que você vai usar menos. Isso é igual remédio, o médico te passa um remédio, aí você olha o preço. Você vai fazer um esforço e pagar por ele. Não é porque ele [remédio] ficou mais barato, eu vou tomar três. Então isso é remédio, gente. O agricultor ele não usa porque quer. Ele usa se é preciso e com a recomendação técnica”, disse.

A ministra questionou ainda o argumento dado pelo PSOL de que se o preço dos defensivos aumentasse, haveria uma diminuição do uso. 

“Eu acho que o mérito do que foi pedido lá [STF] não faz muito sentido porque não é o preço. Não é aumentar o preço. Ah, vai tirar o [desconto do] imposto para aumentar o preço. Sobe o preço, diminui o uso? Eu acho que as ferramentas que nós temos são outras”, comentou.

Liberação de agroquímicos

A ministra lembrou que a pasta trabalha também para liberar produtos biológicos. Segundo ela, o número de registros liberando esse tipo de defensivo tem aumentado. Ela defendeu ainda outros tipos de produção, que usam ou não agrotóxicos.

“A gente tem que levar em conta que o Brasil tem uma tecnologia própria tropical de plantio e que precisa usar defensivo agrícola. Porque o plantio direto… O que nós queremos? Desmatar mais área, abrir mais area pra produzir a mesma coisa ou usar esse sistema aqui de agricultura tropical, que a Embrapa desenvolveu, mas que precisa usar – e não é no alimento, é na planta!”, criticou.

“É na dessecação da vegetação para o plantio – alguns defensivos agrícolas que são importantíssimos pra isso? E que onerariam com certeza se voltar a ser tributado, ter uma reoneração de tributos, é claro que isso vai pra ponta final. Acaba caindo onde? No preço dos alimentos para o consumidor.”


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Coronavírus: produtor dobra número de entregas de hortaliças

26-03-2020

Um produtor familiar do Rio Grande do Sul precisou dobrar a produção de hortaliças por conta do aumento da demanda de quem mora na cidade e está em quarentena por conta do novo coronavírus.Mateus Trevisan, agricultor do município de Viamão, relata sua experiência em atender seus clientes que estão em isolamento por conta da doença. Ele afirma que o...

Leia mais...

Coronavírus: ministro da Saúde diz que agro está segurando economia

26-03-2020

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 25, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou que o Brasil não pode parar e por isso a importância dos serviços essenciais. Mandetta diz que é difícil neste momento determinar o que é fundamental e usou como exemplo o chaveiro, que para quem perdeu a chave de casa, passa a ser ...

Leia mais...

Benedito: ‘Problema no escoamento do leite poderia ter sido evitado’

26-03-2020

O avanço do coronavírus pelo Brasil já afeta diversas cadeias produtivas do país, um dos setores é o de leite. Para o comentarista do Canal Rural Benedito Rosa, é preciso ter um plano de ações para as consequências já previsíveis.“Algumas consequências são imprevisíveis e isso é fato. Mas outras são, e poderiam ter sido evitadas pelo governo,...

Leia mais...

Com comércio fechado, laticínios não conseguem vender produtos 

26-03-2020

Com as feiras agropecuárias sem previsão para acontecer e o comércio fechado, produtores de queijo do Nordeste encontram dificuldades para comercializar os seus produtos, de acordo com levantamento feito pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo Bruno Lucchi, superintendente técnico da entidade, entre a quarta, 25 e a qui...

Leia mais...

Chuvas devem voltar ao RS, mas ainda com baixos acumulados; saiba quando

26-03-2020

De acordo com a Somar Meteorologia, o excesso de chuva nas áreas no norte do Brasil indica que falta umidade em outras partes do Brasil. No Sul contabilizam-se cinco meses de irregularidades na distribuição das chuvas com um déficit hídrico em torno de 150 a 200 milímetros no período. O excesso de água tem prejudicado a colheita no Matopiba, divers...

Leia mais...

Autoridades e trabalhadores unem esforços para manter o fluxo do agro

26-03-2020

No último sábado, 2, o governo federal publicou um decreto estabelecendo que produção, distribuição e comercialização de alimentos e bebidas são atividades essenciais e, portanto, não podem ser interrompidas durante a crise  provocada pelo coronavírus. Mesmo assim, medidas locais de municípios e Estados restringem a circulação de transportadores de...

Leia mais...

Coronavírus : auditores agropecuários continuam trabalhando intensamente

26-03-2020

Auditores Fiscais Federais Agropecuários que atuam diretamente na inspeção de produtos de origem animal e vegetal, nas certificações para exportação e ingresso de produtos nas aduanas, alfândegas, portos e aeroportos permanecem em plena atividade durante a pandemia de Covid-19. Os profissionais estão mantendo todos os cuidados necessários, é por is...

Leia mais...

Contra Covid-19: Porto de Paranaguá cria esquema médico para caminhoneiros

26-03-2020

Os caminhoneiros e trabalhadores portuários que passarem pelo o , no Paraná, a partir de agora terão a ajuda e orientação de equipes médicas para o combate do coronavírus. Por lá poderão fazer a medição de temperatura, avaliação de sintomas compatíveis com a Covid-19 e o encaminhamento ao hospital, dos casos necessários.Segundo o presidente da Port...

Leia mais...

CNA: saiba os detalhes do pedido de ajuda financeira aos produtores

26-03-2020

A Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)  divulgou nesta quarta-feira, 25, de um documento com uma série de propostas para atenuar os efeitos da crise do novo coronavírus no agronegócio.Entre as reivindicações estão a prorrogação automática de financiamento de custeio para produtores que a soma dos contratos totalizam R$ 1,5 milhão,...

Leia mais...