29 Junho 2020

‘Rombo nas contas públicas em maio foi maior do que todo o ano de 2019’

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A pesquisa Focus do Banco Central, que reúne pesquisas de mais de 100 instituições financeiras sobre o indicador da economia brasileira, divulgada nesta segunda-feira, 29, apresentou novos dados e pela vigésima semana seguida houve piora na projeção do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

A projeção do PIB brasileiro em 2020 passou de -6,5% para -6,54%. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação no país passou de 1,61% para 1,63%. A estimativa da Selic, que mede a taxa básica de juros passou de 2,25% para 2%. Já o câmbio permanece com projeção de R$ 5,20.

O comentarista do Canal Rural Miguel Daoud, falou a respeito do boletim e analisou os dados divulgados, assim  como comentou a respeito do cenário econômico brasileiro atual.

“O objetivo do Boletim Focus é o seguinte, o mercado financeiro possui expectativas com relação a parâmetros importantes, como a taxa de juros, a taxa de câmbio, a inflação, o crescimento econômico. Essas são expectativas que os analistas preveem e essas expectativas são embutidas nos contratos futuros negociados para 2021, 2022 e 2023 por exemplo”, diz Daoud.

De acordo com o comentarista, uma análise futura sobre a economia futura do país com um modelo diferente do  usado pelo boletim Focus, apresentaria uma diferente configuração dos números projetados. “As análises do Boletim Focus são feitas com modelos econométricos que vão se ajustando com dados que o BC já possui e isso avança de forma que o mercado possa ter uma maior liquidez. Se fosse divulgada uma queda de 10% no PIB neste momento, isso resultaria em um caos no mercado financeiro”, comenta Miguel

Segundo Daoud, além do Boletim Focus, foi divulgado também nesta segunda-feira, o balanço das contas públicas e só no mês de maio foi contabilizado um rombo de R$ 126 bilhões, maior que o rombo econômico para o ano passado inteiro, sendo assim, será preciso financiar essa dívida, algo complicado devido as projeções para as taxas de juros e câmbio divulgadas até aqui. “Temos incertezas que não são divulgadas no Boletim Focus e é preciso que o produtor rural esteja atento às decisões de planejamento, compra e venda de seus produtos”, finaliza o comentarista.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Temporal deixa mais de 2 mil desalojados no RS; veja previsão do tempo

08-07-2020

As chuvas constantes que atingem Rio Grande do Sul desde  o fim da noite de terça, 7,   provocaram alagamentos, remoção de famílias ribeirinhas  e bloqueios em rodovias federais e estaduais. Um homem morreu em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, soterrado por causa do deslizamento de encosta.Segundo a Defesa Civil,  são 780 desabrigados e 2239 desaloja...

Leia mais...

Boi gordo padrão China está cotado a R$ 225 em SP, diz Safras

08-07-2020

Os preços do boi gordo permaneceram estáveis no mercado físico brasileiro nesta quarta-feira, 8, de acordo com a consultoria Safras. “Parece que os preços encontraram um limite para seu movimento de alta. As negociações ainda acontecem a partir de R$ 225 por arroba à vista para animais destinados ao mercado chinês em São Paulo, enquanto para ...

Leia mais...

Daoud: Entendimento comercial com a China faz parte do jogo

08-07-2020

O Ministério da Agricultura enviou à China uma carta formalizando o pedido de retomada das importações de carnes de quatro frigoríficos brasileiros. Nas últimas semanas, cinco plantas tiveram as habilitações de exportação suspensas pelo país asiático.De acordo com o secretário de comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orla...

Leia mais...

Governo envia carta à China pedindo retomada das exportações de carnes

08-07-2020

O Ministério da Agricultura enviou à China uma carta formalizando o pedido de retomada das importações de carnes de quatro frigoríficos brasileiros. Nas últimas semanas, cinco plantas tiveram as habilitações de exportação suspensas pelo país asiático. De acordo com o secretário de comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orl...

Leia mais...

Cepea: ‘Exportações devem se aquecer e enxugar demanda interna de milho’

08-07-2020

Os preços do milho seguem em alta no Brasil, mesmo com a colheita da segunda safra avançando em parte do país. As cotações têm se sustentado graças à retração do produtor, que está evitando negociar grandes lotes.O indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) mostra valorização de 30% na saca em relação ao mesmo período do ...

Leia mais...

Preços da soja caem até R$ 2 em dia de negócios travados no Brasil

08-07-2020

O ritmo dos negócios com soja no Brasil seguiu lento nesta quarta-feira, 8, segundo a consultoria Safras. “Os preços tiveram reações regionalizadas, mas a maior parte tem apenas uma sinalização nominal, em um mercado sem liquidez”, diz.Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos ficou em R$ 115. Na região das Missões, a cotação permaneceu ...

Leia mais...

Contratações do crédito rural da safra 2019/2020 fecharam em R$ 225 bilhões

08-07-2020

O desembolso do crédito rural do Plano Safra 2019/2020, no período de julho do ano passado a junho deste ano, alcançou R$ 191,8 bilhões, um aumento de 11% em relação ao período anterior. Somados aos recursos da fonte Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) referentes às aquisições de Cédulas de Produto Rural (CPRs) e às operações com agroindústrias, ...

Leia mais...

Recorde à vista: Cogo prevê 251,8 mi de toneladas na safra 20/21 de grãos

08-07-2020

A projeção da para a safra brasileira de grãos 2020/2021 aponta para colheita recorde de 271,1 milhões de toneladas, 7,6% acima da atual, prevista em 251,8 milhões de toneladas pela empresa.O recorde deve ser puxado pelo incremento das áreas de soja (3%) e de milho segunda safra (3%), além da previsão de incremento de 5,9% na produtividade média d...

Leia mais...

Boi: má gestão e falta de tecnologia tirarão metade dos pecuaristas do campo

08-07-2020

Metade dos bovinocultores de corte que estão em atividade hoje podem deixar o campo até 2040. A conclusão, que aparece em um estudo da , revela, entre outras coisas, que muitos negócios aparentemente estáveis podem não perdurar ante os desafios das próximas duas décadas.Um dos motivos para a projeção é o êxodo rural. Dados do mostram que, entre 20...

Leia mais...