05 Julho 2020

Covid-19: Paraná publica documento com medidas de prevenção em frigoríficos

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

A Secretaria de Saúde do Paraná publicou na última semana um documento que estabelece medidas de prevenção e controle da transmissão do vírus causador da Covid-19 em indústrias de abate e processamento de carnes. Entre as medidas publicadas na , há a indicação de que todas as indústrias devem instituir um plano de contingência para prevenção, monitoramento e controle da transmissão do coronavírus.

No plano devem constar ações a serem realizadas pelo Serviço Especializado em Engenharia e Segurança e em Medicina do Trabalho em articulação com a Vigilância Epidemiológica do município em que a planta industrial está instalada.

“O objetivo é aproximar as vigilâncias municipais das áreas de saúde do trabalhador, com vistas a uma apoiar a outra para um trabalho mais forte e robusto no enfrentamento a esta doença”, disse o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

No documento, consta a indicação de cumprimento de normas do uso de equipamentos de proteção individuais. Os postos de trabalho devem ser organizados de forma que haja espaçamento de 2 metros entre os trabalhadores, associado ao uso de equipamentos de proteção individual. Se essa distância não for possível, devem ser utilizadas máscaras de acetato do tipo face shield e/ou anteparos físicos de material impermeável e transparente, colocados entre os postos de trabalho, sem que a distância seja inferior a 1,5 metro.

Também há indicação de afastamento dos trabalhadores durante a atividade laboral e a conduta a ser cumprida quando ocorrerem suspeitas ou casos confirmados.

Às empresas, a normativa determina que disponibilizem equipamentos de proteção e condições para que o trabalhador esteja seguro no ambiente laboral. Aos trabalhadores, a determinação é que use corretamente os equipamentos e avise sua chefia imediatamente caso apresente algum sintoma ou sinal compatível com a doença para que o rastreamento e o bloqueio sejam mais efetivos.

O Paraná abriga cerca de 300 frigoríficos de diversos portes, que empregam mais de 100 mil pessoas, de acordo com o governo estadual.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Produção do milho segunda safra deve se aproximar de recorde de 73,5 mi de toneladas

07-08-2020

Apesar do atraso do início do plantio e a seca em alguns estados, a produção de milho segunda safra no Brasil deve chegar perto do recorde de 73,5 milhões de toneladas. Os bons preços do grão estimularam o aumento de quase 3% da área plantada, o que acabou compensando as perdas causadas pela estiagem na região Sul.Entre os principais produtores de ...

Leia mais...

Brasil vai pedir à OIE que Rio Grande do Sul vire zona livre de aftosa sem vacinação

07-08-2020

Nesta semana, o estado passou por uma auditoria para checar se as demandas feitas em janeiro foram atendidas. Na quinta, 6, a superintendente do ministério no Rio Grande do Sul, Helena Rugeri, adiantou que 77% das solicitações foram cumpridas.Além do Rio Grande do Sul, o governo pedirá a certificação do status sanitário para o estado do Paraná e ta...

Leia mais...

Dólar deve chegar a R$ 5,60 até o fim de agosto, aposta Daoud

07-08-2020

O dólar operou em alta ao longo desta semana, de olho novamente nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos. No pregão desta sexta-feira, 7, a moeda norte-americana chegou a atingir R$ 5,40.O comentarista do Canal Rural Miguel Daoud afirma que a disputa entre as duas potências econômicas e a queda de juros têm certa influência na alta do dó...

Leia mais...

Governo pedirá à OIE o reconhecimento do Paraná como zona livre de aftosa sem vacinação

07-08-2020

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará, até a próxima sexta-feira, 14, a formalização do pedido de reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação, para o estado do Paraná, junto à Organização Mundial de Saúde Animal (em inglês, OIE). O estado está sem o uso e a comercialização da vacina contra febre aftos...

Leia mais...

Governo pedirá à OIE o reconhecimento do Paraná como zona livre de aftosa sem vacinação

07-08-2020

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará, até a próxima sexta-feira, 14, a formalização do pedido de reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação, para o estado do Paraná, junto à Organização Mundial de Saúde Animal (em inglês, OIE). O estado está sem o uso e a comercialização da vacina contra febre aftos...

Leia mais...

Cooperativismo em Notícia vai abordar o vazio sanitário da soja em SC

07-08-2020

O Cooperativismo em Notícia deste sábado, 8, abordará uma batalha judicial que, segundo a Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (FecoAgro/SC) é injustificável e pode trazer enormes problemas para a agricultura do estado. Além disso, o programa também destacará o Balanço Social da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rura...

Leia mais...

Cooperativismo em Notícia vai abordar o vazio sanitário da soja em SC

07-08-2020

O Cooperativismo em Notícia deste sábado, 8, abordará uma batalha judicial que, segundo a Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (FecoAgro/SC) é injustificável e pode trazer enormes problemas para a agricultura do estado. Além disso, o programa também destacará o Balanço Social da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rura...

Leia mais...

Mourão: Sistemas para monitorar Amazônia usados em apoio ao governo ‘não são os melhores’

07-08-2020

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta sexta-feira, 7, que o Estado brasileiro deve cumprir seu papel de proteção e desenvolvimento da Amazônia, mas que há muito desencontro sobre as informações de desmatamento na região, já que os sistemas de monitoramento, utilizados no apoio às decisões do governo, “não são os melhores” e “se ressentem de...

Leia mais...

Mourão: Sistemas para monitorar Amazônia usados em apoio ao governo ‘não são os melhores’

07-08-2020

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta sexta-feira, 7, que o Estado brasileiro deve cumprir seu papel de proteção e desenvolvimento da Amazônia, mas que há muito desencontro sobre as informações de desmatamento na região, já que os sistemas de monitoramento, utilizados no apoio às decisões do governo, “não são os melhores” e “se ressentem de...

Leia mais...