17 Outubro 2020

‘Chuva acima da média deve chegar apenas na virada do ano’

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Antes disso, as chuvas devem ocorrer de forma irregular em vários pontos do Brasil; confira a previsão

As chuvas que ocorrem pelo Brasil nesta segunda metade de outubro ainda agem de forma irregular, o que preocupa muitos produtores rurais.  Segundo a meteorologista da Somar, Desireé Brandt, nos próximos dias há previsão de chuva pontual em Mato Grosso, Goiás e até na região do Matopiba, que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia,

“As áreas mais ao norte do Brasil agora ficam com o tempo mais firme a expectativa é de chuva agora para esses próximos dias.  Neste sábado, por exemplo, teremos chuva desde a costa do Espírito Santo e a Bahia, além da região central do Brasil. Porém, no centro do país e Triângulo Mineiro, eu diria que a chuva é mais questão de sorte”,  disse.

Na região Sul, há uma chuva prevista para este fim de semana apenas no extremo oeste do Rio Grande do Sul, mas também de forma passageira. “Temos chamado a atenção para o recuo das chuvas. Tivemos algumas pancadas, mas a expectativa é de tempo mais seco entre os dias 17 e 21 de outubro, com acumulados de mais de 50 milímetros entre o norte paulista e centro-sul de Minas Gerais, mas quando a caminha para o Triângulo Mineiro,  Goiás  e sul de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul o volume já é bem mais baixo”, pontua.

Segundo ela, o volume previsto é de uma chuva ainda mal distribuída, com previsão de tempo seco nos próximos cinco dias na metade norte do Brasil e também na região Sul. “No Sul, de 22 a 26 de outubro a gente enxerga uma melhoria, mas podemos esperar mais para perto do dia 26. Na região Sudeste, teremos em torno de 30 milímetros a 50 milímetros novamente e, conforme caminhamos para o centro do Brasil, a expectativa ainda é de uma chuva irregular, se espalhando um pouquinho por Mato Grosso Norte e Goiás,  e até mesmo áreas do Matopiba, mas ainda com baixíssimos acumulados mais perto do fim do mês”, disse.

Segundo a meteorologista, as chuvas acima da média devem voltar apenas na virada do ano, entre os meses de dezembro e janeiro. “Existe a probabilidade da chuva ficar acima da média em dezembro e janeiro. Nesses meses que a gente vai  sentir esse aumento na condição de chuva . Em novembro vai ter a volta da chuva para o Sudeste, principalmente, e Centro-Oeste e Matopiba, mas vai ser de forma gradual. É para dezembro e janeiro que vamos sentir esse aumento na condição de chuva desde a costa da região Sudeste até áreas do Centro-Oeste do Brasil”, concluiu.

 


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

PIB agropecuário deve encerrar o ano com alta de 1,9% em 2020, segundo Ipea

22-10-2020

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aumentou sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário em 2020, de 1,6% para 1,9%. Para o ano de 2021, o Grupo de Conjuntura da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas (Dimac) do Ipea reduziu a projeção de crescimento do PIB Agropecuário, de uma elevação de 2,4...

Leia mais...

Ciclone subtropical pode provocar acumulados de 130 mm e ventos de até 80km/h

22-10-2020

A Somar Meteorologia alerta para a formação de um ciclone subtropical que pode ocorrer no próximo domingo, 25, favorecendo a ocorrência de chuvas generalizadas. A expectativa é que o fenômeno tenha formação na costa do Sudeste do Brasil, próximo ao Rio de Janeiro e Espirito Santo, provocando ventos de 50 a 80 quilômetros por hora.“Esse sistem...

Leia mais...

Projeto Soja Brasil desembarca em Capão Bonito, em São Paulo

22-10-2020

Por lá, o plantio da soja já alcança cerca de 60% da área, mas ainda faltam chuvas para que os sojicultores concluam os trabalhosPor Canal RuralO Projeto Soja Brasil segue sua expedição pelas lavouras de soja do país e desembarca nesta quinta-feira, 22, em Capão Bonito, interior de São Paulo. Por lá, a área destinada a cultura deve ocupar 23 mil he...

Leia mais...

Integração lavoura-suinocultura gera grande economia para lavouras de soja

22-10-2020

Em São Paulo, produtor rural chega a economizar até R$ 750 mil com adubos. Além disso, sistema de plantio direto, com palhada diferenciada, traz segurança contra secaPor Antonio Petrin, de Itararé (SP)Em São Paulo, os produtores de soja estão fazendo o possível para reduzir os custos, mas sem deixar de lado a qualidade do solo. Uma alternativa é a ...

Leia mais...

Seguro agrícola de uva e outras 4 frutas serão avaliados em videoconferência do Mapa

22-10-2020

O realiza no dia 30 de outubro, às 15h, uma videoconferência do projeto Monitor do Seguro Rural, dedicada aos seguros agrícolas de cultivos de uva, abacaxi, melancia, pera e mamão.O objetivo é avaliar os produtos e serviços ofertados pelas seguradoras e propor aperfeiçoamentos nos seguros agrícolas dessas atividades. Para participar da videoconfer...

Leia mais...

Soja: importação sem tarifas, falta de grãos e risco de taxação de exportações. Entenda!

22-10-2020

Durante a live do Canal Rural desta quarta-feira, 21, foi debatido os possíveis impactos que a falta de soja e milho podem trazer ao paísPor Daniel Popov, de São PauloNesta quinta-feira, 21 de outubro, o Brasil já poderá realizar importações de soja e milho sem a necessidade de pagar tarifas por isso. A decisão foi publicada na última quarta, no Di...

Leia mais...

Previsão traz temporais e até granizo nesta sexta; chuva ganha força no Centro-Sul no fim de semana

22-10-2020

Risco de granizo é maior no Centro-Oeste, mas grandes volumes atingem áreas das regiões Sudeste, Norte e SulOs temporais com potencial para queda de granizo ganham mais força nesta sexta-feira, 23, em grande parte do Brasil. No Centro-Oeste, duas áreas de baixa pressão são responsáveis pelos temporais: uma em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. e out...

Leia mais...

Atraso do plantio no Brasil estende demanda chinesa pela soja dos EUA

22-10-2020

Para a analista de mercado Daniele Siqueira, a China ainda deve demandar o grão dos norte-americanos até meados de fevereiro de 2021Por Estadão ConteúdoA demanda da China pela soja dos Estados Unidos e a percepção de que o país asiático terá de recorrer por mais tempo ao produto norte-americano após os atrasos no plantio no Brasil têm dado sustenta...

Leia mais...

Sicredi libera R$ 7,6 bi para custeio nos três primeiros meses da safra 20/21

22-10-2020

A instituição financeira cooperativa Sicredi liberou R$ 7,6 bilhões para custeio agropecuário nos três primeiros meses da safra 2020/2021 – julho a setembro -, 17% a mais do que em igual período da safra 2019/20. Produtores da região que abrange os Estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, já contrataram R$ 1,8 bilhão para c...

Leia mais...