16 Julho 2014

Safra 2014/2015 de soja deve ter custos de produção elevados e preços em queda

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Foto: Divulgação / Sxc
Área deve passar de 8,6 milhões de hectares, alta de quase 4% em comparação com a safra passada

O período das lavouras de Mato Grosso é de vazio sanitário até meados de setembro. A movimentação persiste apenas para os produtores que estão colhendo milho safrinha ou algodão. A soja, por enquanto, só aparece nas expectativas dos analistas, e os produtores que já começaram a planejar o plantio da safra 2014/2015 estão apreensivos. Os custos de produção devem ser maiores e os preços, menores.

De acordo com dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), a área plantada e a produção devem crescer na próxima safra. A área deve passar de 8,6 milhões de hectares, alta de quase 4% em comparação com a safra passada. Se tudo correr bem, a produção deve crescer quase 5%, para mais de 27 milhões de toneladas. E semente de boa qualidade capaz de suprir esse aumento não vai faltar. É o que garante a Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat).

– O volume de sementes produzido no Estado de Mato Grosso é praticamente suficiente para atender a demanda dos produtores de grãos. Conforme o Estado vai aumentando a sua área de plantio, os produtores de sementes vão aumentando os investimentos suas unidades de beneficiamentos e aumentando o potencial de suprir a demanda estadual. No momento do ato da colheita, já se faz a seleção da qualidade das sementes e, com certeza, teremos uma boa safra – garante o vice-presidente da Aprosmat, Gladir Tomazeli.

Se as expectativas são boas em relação ao cultivo dessa próxima safra, o mesmo não pode se dizer do custo de produção. Os custos devem ficar bem acima da safra passada, passando de R$ 1440 por hectare. A maior parte desse valor vai para fertilizantes e defensivos, depois para sementes, operações com máquinas e, por último, mão de obra.

– Essa é uma situação preocupante, porque nós viemos trabalhando com soja na casa dos R$ 45 a R$ 50 nos últimos dois, três anos, que é um preço razoavelmente bom, pelo custo que nós temos na região. Mas com os Estados Unidos anunciando boa safra, mesmo o estoque estando baixo, o mercado jogou os preços para baixo. Isso implica no nossos custos, porque nós temos a venda baseada no preço de Chicago, ou seja, quem determina os preços dos grãos é a Bolsa de Chicago, então você tem toda a dificuldade, porque o Custo Brasil é interno, você não tem como mexer nele, é a política brasileira – explica o presidente do Sindicato Rural de Sinop (MT), Leonildo Bares.

• Acompanhe as cotações da soja

Além dos custos, outra grande preocupação dos produtores é o ataque de pragas. Bares reforça que ainda não há o controle da lagarta Helicoverpa armigera.

– Não temos produtos que controlem e que estejam liberados para ser usados, então isso é uma incógnita. Está todo mundo preocupado com isso.

O produtor Carlos Alberto Schneider sabe bem o que é isso. Ele cultiva algodão e soja em Jaciara (MT). No ano passado, o ataque da armigera foi severo, e, mesmo com duas aplicações extras de defensivos, o combate da praga foi difícil e não foi suficiente para evitar a quebra de mais de 10%. Para esta safra de soja, o produtor já garantiu a compra dos defensivos. Agora, a precaução pode trazer reflexos no bolso.

– A mão no bolso é inevitável, porque a gente não pode partir do princípio de que vai fazer um plantio e não vai conseguir colher, a gente tem que colher o mínimo de sacas para manter o rendimento da fazenda, o lucro da fazenda. O custo de produção já ficou mais elevado e a perspectiva para a soja não é muito boa, em função dos últimos levantamentos de produção, que já fizeram os preços baixarem. Então a nossa estimativa de venda é com preços baixos e custos mais altos – relata o produtor.

>> Leia mais notícias sobre grãos

Assista:

CANAL RURAL


Fonte Rural BR

Mais Notícias

Milho: comercialização da segunda safra atinge 61%

20-11-2017

A comercialização da segunda safra de milho de 2017 no Brasil atinge 61% da produção prevista de 68,719 milhões de toneladas, segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado. Em novembro do ano passado, os negócios estavam mais avançados, atingindo 83,3%.Goiás (incluindo o Distrito Federal) é o estado mais adiantado, com 67% da produção pr...

Leia mais...

Soja: preços recuam no Brasil e nos Estados Unidos

20-11-2017

Após o início tardio dos trabalhos de campo, o plantio segue em ritmo acelerado no Brasil e na Argentina, favorecido pelas condições climáticas.Apesar disso, segundo pesquisadores do Cepea, os compradores se retraíram nas negociações, pois aguardam novas definições de área e desenvolvimento das lavouras. Com isso, as cotações recuaram no Brasil e n...

Leia mais...

Equipe mostra como socorrer quem cai em silo

19-11-2017

Um vídeo publicado por uma equipe de socorrista da cidade de Independence, no estado americano de Iowa, foi visualizado por 2,7 milhões de pessoas na última semana. Nele, a equipe de resgate mostra como salvar uma pessoa que caiu em um silo de grãos, um tipo de acidente que mata dezenas de pessoas todos os anos e já foi relatado aqui no Canal ...

Leia mais...

Produtor desenvolve máquina para feno inovadora

19-11-2017

Um produtor de Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, enxergou em uma dificuldade do seu cotidiano uma oportunidade para desenvolver um produto inédito e que pode mudar a vida de produtores rurais. Luiz Ataíde Scatamburlo percebeu, em 2011, que o processo de recolhimento e carregamento dos fardos de feno era o grande gargalo da sua prod...

Leia mais...

Plantio da soja reverte atraso e atinge 73%

18-11-2017

O plantio da safra 2017/18 de soja do Brasil avançou 16 pontos porcentuais em uma semana e atingiu 73% da área prevista até quinta-feira (16), igual patamar de um ano atrás e ante 68% na média de cinco anos, apontou a consultoria AgRural, em levantamento divulgado nesta sexta-feira, 17. O avanço semanal foi o maior desta safra, eliminando o atraso ...

Leia mais...

Plantio atinge 90,73% em Mato Grosso, afirma Imea

17-11-2017

O plantio da safra de soja 2017/2018 de Mato Grosso chegou a 90,73%, conforme o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com número obtido até 17 de novembro. Na semana anterior, o percentual era de 79,7%. No mesmo período do ano passado, o índice era de 95,5%. O Imea projeta uma área de plantio de 9,424 milhões de hectares pa...

Leia mais...

La Niña aumenta risco de seca na safra argentina

17-11-2017

Com a evolução da colheita nos Estados Unidos, o mercado se volta agora para as condições climáticas na América do Sul. No Brasil, a volta das chuvas tem ajudado os produtores rurais com o plantio da safra de soja no Centro-Oeste.Para a Argentina, o clima ainda seco diverge as opiniões dos analistas sobre o fator climático. No entanto, a consultori...

Leia mais...

Consultoria reduz em 10% a produção de café

17-11-2017

A consultoria Safras & Mercado reduziu sua projeção de safra de café na safra 2017/2018 para 50,45 milhões de sacas. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, dia 16, e indicam uma queda de 10% em relação ao ciclo anterior, que foi de 55,75 milhões de sacas.Segundo o consultor da empresa, Gil Barabach, a safra brasileira 2017/18 é menor do ...

Leia mais...