21 Novembro 2020

Senar oferece 13 cursos gratuitos online voltados ao agro; veja as opções

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), através do , abriu vagas para 13 cursos gratuitos online voltados ao agro. As inscrições vão até o dia 25 de novembro, mesma data de início das capacitações.

Entre os principais cursos oferecidos estão: ; ; ; ; e .

Objetivo: Compreenda sobre todo o processo de obtenção segura de produtos de origem vegetal, desde a escolha do local do plantio até a chegada ao mercado consumidor.

Público: Pessoas ligadas ao campo, especialmente produtores rurais de pequeno porte, trabalhadores rurais e seus familiares e os técnicos que prestam assistência aos produtores.

Carga horária: 20 horas.

Duração: 30 dias.

Objetivo: Melhore a produtividade e a sustentabilidade na propriedade rural em que você atua. Atualize-se e aprenda as melhores técnicas da preparação do solo para o plantio até a colheita de grãos.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que querem se atualizar sobre os processos e técnicas agrícolas para a cultivo de grãos.

Carga horária: 15 horas.

Duração: 21 dias.

Objetivo: Esta é a oportunidade ideal para conhecer as possibilidades de inserir tecnologia em quatro tipos de culturas específicas, cada uma com suas aplicações e vantagens: olericultura, silvicultura, produção de grãos e culturas perenes.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão em diferentes culturas.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Do alinhamento correto durante o deslocamento do pulverizador ao sensoriamento remoto, aprenda como melhorar a performance na distribuição de defensivos agrícolas, detectando pragas, doenças, plantas daninhas e dosando a aplicação dos químicos em tempo real.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão na aplicação de defensivos agrícolas.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: O objetivo do curso é capacitar você para obter mais produtividade, sustentabilidade e retorno financeiro.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão na semeadura.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Apresentar os requisitos necessários para produção de sementes e mudas, bem como quais os recursos disponíveis nesse mercado.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 20 horas.

Duração: 30 dias.

Objetivo: Neste curso gratuito você vai estudar especificamente os sistemas de orientação por satélite e seus benefícios para agricultura.Inicialmente chamados GPS e, atualmente, GNSS, estes sistemas permitem o georreferenciamento muito preciso de cada trecho da terra. Assim, tornaram-se fundamentais para a agricultura moderna, em atividades como distribuição de corretivos e fertilizantes, semeadura e aplicação de defensivos agrícolas. São ferramentas que trazem maior sustentabilidade ambiental, eficiência técnica e mais retorno financeiro ao agronegócio.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento no uso de sistemas de orientação por satélite aplicados na agricultura de precisão.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Disponibilizar conceitos de empreendedorismo e sustentabilidade para a implementação da ILPF e ferramentas para o planejamento e execução desse sistema.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Oferecer uma visão sistêmica sobre as características e as potencialidades produtivas dos solos, seus principais componentes e as práticas de conservação.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Promover a proteção das nascentes que estão localizadas nas propriedades rurais utilizando cinco passos: identificar, cercar, limpar, controlar e replantar.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor, como instrutores e técnicos de campo ‒, que possuam nascentes em sua propriedade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Dar subsídios para que você possa aprender a digitar corretamente, posicionando todos os dedos no teclado e mantendo uma postura adequada.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento no uso do computador e que queiram ter domínio básico em digitação visando a melhoria da gestão pessoal e dos seus negócios.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Dar subsídios para que você domine as funcionalidades e os recursos básicos do Word 2010.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco conhecimento no uso da informática e que queiram ter domínio básico no uso de um editor de textos para obter melhores resultados na gestão pessoal e do seu negócio.

Carga horária: 15 horas

Duração: 21 dias

Objetivo: Dar subsídios para que você aprenda a utilizar o computador e os dispositivos móveis e a navegar e pesquisar de forma segura na internet.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento sobre o uso do computador e da internet, e que queiram ter domínio básico no uso dessas tecnologias para obter melhores resultados na gestão pessoal e do seu negócio.

Carga horária: 15 horas.

Duração: 21 dias.

Todas as capacitações oferecem certificado após a conclusão.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), através do , abriu vagas para 13 cursos gratuitos online voltados ao agro. As inscrições vão até o dia 25 de novembro, mesma data de início das capacitações.

Entre os principais cursos oferecidos estão: ; ; ; ; e .

Objetivo: Compreenda sobre todo o processo de obtenção segura de produtos de origem vegetal, desde a escolha do local do plantio até a chegada ao mercado consumidor.

Público: Pessoas ligadas ao campo, especialmente produtores rurais de pequeno porte, trabalhadores rurais e seus familiares e os técnicos que prestam assistência aos produtores.

Carga horária: 20 horas.

Duração: 30 dias.

Objetivo: Melhore a produtividade e a sustentabilidade na propriedade rural em que você atua. Atualize-se e aprenda as melhores técnicas da preparação do solo para o plantio até a colheita de grãos.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que querem se atualizar sobre os processos e técnicas agrícolas para a cultivo de grãos.

Carga horária: 15 horas.

Duração: 21 dias.

Objetivo: Esta é a oportunidade ideal para conhecer as possibilidades de inserir tecnologia em quatro tipos de culturas específicas, cada uma com suas aplicações e vantagens: olericultura, silvicultura, produção de grãos e culturas perenes.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão em diferentes culturas.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Do alinhamento correto durante o deslocamento do pulverizador ao sensoriamento remoto, aprenda como melhorar a performance na distribuição de defensivos agrícolas, detectando pragas, doenças, plantas daninhas e dosando a aplicação dos químicos em tempo real.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão na aplicação de defensivos agrícolas.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: O objetivo do curso é capacitar você para obter mais produtividade, sustentabilidade e retorno financeiro.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento a respeito do uso da agricultura de precisão na semeadura.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Apresentar os requisitos necessários para produção de sementes e mudas, bem como quais os recursos disponíveis nesse mercado.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 20 horas.

Duração: 30 dias.

Objetivo: Neste curso gratuito você vai estudar especificamente os sistemas de orientação por satélite e seus benefícios para agricultura.Inicialmente chamados GPS e, atualmente, GNSS, estes sistemas permitem o georreferenciamento muito preciso de cada trecho da terra. Assim, tornaram-se fundamentais para a agricultura moderna, em atividades como distribuição de corretivos e fertilizantes, semeadura e aplicação de defensivos agrícolas. São ferramentas que trazem maior sustentabilidade ambiental, eficiência técnica e mais retorno financeiro ao agronegócio.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais, profissionais do setor, prestadores de serviço e parceiros ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento no uso de sistemas de orientação por satélite aplicados na agricultura de precisão.

Carga horária: 17 horas.

Duração: 24 dias.

Objetivo: Disponibilizar conceitos de empreendedorismo e sustentabilidade para a implementação da ILPF e ferramentas para o planejamento e execução desse sistema.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Oferecer uma visão sistêmica sobre as características e as potencialidades produtivas dos solos, seus principais componentes e as práticas de conservação.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, trabalhadores rurais e profissionais com formação técnica/superior em uma área relacionada ao setor rural ou às Ciências Agrárias ‒, que moram no campo ou na cidade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Promover a proteção das nascentes que estão localizadas nas propriedades rurais utilizando cinco passos: identificar, cercar, limpar, controlar e replantar.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor, como instrutores e técnicos de campo ‒, que possuam nascentes em sua propriedade.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Dar subsídios para que você possa aprender a digitar corretamente, posicionando todos os dedos no teclado e mantendo uma postura adequada.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento no uso do computador e que queiram ter domínio básico em digitação visando a melhoria da gestão pessoal e dos seus negócios.

Carga horária: 10 horas.

Duração: 14 dias.

Objetivo: Dar subsídios para que você domine as funcionalidades e os recursos básicos do Word 2010.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco conhecimento no uso da informática e que queiram ter domínio básico no uso de um editor de textos para obter melhores resultados na gestão pessoal e do seu negócio.

Carga horária: 15 horas

Duração: 21 dias

Objetivo: Dar subsídios para que você aprenda a utilizar o computador e os dispositivos móveis e a navegar e pesquisar de forma segura na internet.

Público: Pessoas ligadas ao meio rural em geral ‒ produtores, filhos de produtores, trabalhadores rurais e profissionais do setor ‒, que possuem pouco ou nenhum conhecimento sobre o uso do computador e da internet, e que queiram ter domínio básico no uso dessas tecnologias para obter melhores resultados na gestão pessoal e do seu negócio.

Carga horária: 15 horas.

Duração: 21 dias.

Todas as capacitações oferecem certificado após a conclusão.


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Gafanhotos do Rio Grande do Sul não são do tipo migratório, aponta secretaria

01-12-2020

A secretaria da agricultura do Rio Grande do Sul continua monitorando focos de gafanhotos que surgiram na região noroeste do estado e também na província argentina de Missiones, perto da fronteira com o Brasil. Segundo Ricardo Felicetti, chefe da divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Sea...

Leia mais...

Benedito Rosa: Agro precisa de incentivos e não de novos impostos

01-12-2020

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro deve crescer 9% neste ano e 3% em 2021. Mesmo com os efeitos negativos da pandemia em alguns segmentos, o setor se destacou na geração de empregos, com quase 103 mil novos postos de trabalho, os dados são da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).Para o comentarista do Canal Ru...

Leia mais...

Açúcar, café e algodão são destaques das exportações do agronegócio em novembro

01-12-2020

As exportações brasileiras do agronegócio em novembro tiveram impulso a partir do aumento das vendas externas de itens como açúcar, café, algodão e carne suína. Destaque maior para o açúcar, onde os embarques cresceram 59,9% na comparação com novembro de 2019, destaca Outro produto com resultado positivo foi o café. Com 275,8 mil toneladas, o volum...

Leia mais...

Seara conclui aquisição das operações de margarina e maionese da Bunge

01-12-2020

Seara anunciou nesta segunda-feira, 30, a conclusão da aquisição dos ativos de margarina e maionese da Bunge Alimentos. Com a operação, a empresa assume o segundo lugar no mercado brasileiro de margarinas, com 35,5% de participação.A aquisição agrega ao portfólio da Seara sete marcas fortes de alto valor agregado: Delicia, Primor, Gradina, Salada, ...

Leia mais...

Brasil se aproxima do recorde de exportação de soja alcançado em 2018

01-12-2020

Com os embarques de soja em novembro, Brasil está apenas a 300 mil toneladas de bater a marca recorde de 83,2 milhões de toneladasPor Canal Rural Apesar do cenário de escassez de soja no mercado brasileiro, as exportações da oleaginosa em grão seguem aquecidas em 2020. De janeiro a novembro, os embarques do grão somam 82,9 milhões de tons, segundo ...

Leia mais...

‘Se nada fizermos, poderemos ter apagões’, diz Jair Bolsonaro

01-12-2020

O presidente Jair Bolsonaro disse em uma rede social ao ser indagado por um internauta sobre o aumento na conta de luz que, se nada for feito pelo governo, o Brasil pode enfrentar um apagão por causa da falta das chuvasNa publicação, Bolsonaro diz que “as represas estão em níveis baixíssimos e se nada for feito, o Brasil pode ter apagões. O p...

Leia mais...

Uso de cisternas ajuda a minimizar efeitos da estiagem em Santa Catarina

01-12-2020

Produtores rurais da região meio oeste de Santa Catarina estão apostando na construção de cisternas para reduzir os impactos das perdas causada pela estiagem, que afeta a região desde junho de 2019. No interior no estado, criadores de suínos tem conseguido tratar de 80% do plantel utilizando esse sistema de captação de água.“O investimento médio pa...

Leia mais...

Mesmo com pandemia, PIB do agro brasileiro deve crescer 9% em 2020

01-12-2020

O Produto Interno Bruto do agronegócio brasileiro deve crescer 9% neste ano e 3% em 2021. Mesmo com os efeitos negativos da pandemia em alguns segmentos, o setor se destacou na geração de empregos, com quase 103 mil novos postos de trabalho.Esse cenário foi  confirmado em entrevista coletiva promovida nesta terça, 1º, pela Confederação da Agricultu...

Leia mais...